Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.
Serviço

FinTech

Solutions
Driven by Knowledge.

O serviço integrado de apoio jurídico em FinTech é especialmente vocacionado para apoiar o ecossistema de inovação, incluindo instituições de pagamento, retalhistas e instituições financeiras, entre outros setores.

O setor financeiro é, tradicionalmente, um dos mais influenciados pelos desenvolvimentos tecnológicos. Os últimos anos foram prova disso mesmo, com o surgimento de novos intervenientes e de soluções tecnológicas inovadoras neste domínio. Na SÉRVULO, procuramos acompanhar de perto estes avanços disruptivos, detetando oportunidades de negócio e melhorias de eficiência para os nossos clientes, entre os quais se incluem bancos, instituições financeiras, fundos de investimento, seguradoras e start-ups.

Especialmente vocacionado para retalhistas, instituições de crédito e entidades com competências administrativas, o serviço integrado de apoio jurídico em Fintech da SÉRVULO disponibiliza soluções para ajudar os seus clientes, sejam eles empresas incumbentes ou start-ups, a navegar este ambiente jurídico cada vez mais complexo em torno da colocação da tecnologia ao serviço da criação de soluções financeiras inovadoras e de fácil utilização e com particular enfoque nos seguintes segmentos:

Criptoativos: compreendendo a utilização de ativos virtuais ou criptoativos, NFTs e outros instrumentos registados em sistemas de registo descentralizado, seja para efeitos de concessão/obtenção de financiamento, cumprimento de obrigações de pagamento ou celebração de contratos de derivados. Neste domínio, o apoio jurídico da SÉRVULO abrange tanto o plano regulamentar como o transacional, incluindo, entre outros serviços, o registo de entidades que exerçam atividades com ativos virtuais junto do Banco de Portugal, o cumprimento da regulamentação específica de fonte Europeia, como a 5AMLD ou o Regulamento MiCA, e a integração com a regulamentação da UE existente, como é o caso da DMIF II. 

Blockchain: auxiliando na integração dos sistemas de registo descentralizado (DLT) – de que a blockchain é um exemplo – nos mercados financeiros. Em particular, apoiando os bancos e demais instituições financeiras no desenvolvimento de soluções de negociação e manutenção de registos com base na integração desta tecnologia em conformidade com a regulamentação da UE, designadamente o regime piloto DLT. Neste domínio, compreende-se ainda o serviço jurídico de análise das implicações legais da adoção e execução de smart-contracts em transações financeiras.

Metaverso: analisando as implicações jurídicas no desenvolvimento e aquisição de NFTs e demais ativos virtuais no Metaverso, bem como na prospeção de novas oportunidades de negócio que este ambiente virtual traz aos nossos clientes.

Sistemas de pagamento: aconselhando os bancos, instituições de serviços de pagamento, e emitentes de moeda eletrónica no desenvolvimento de sistemas e serviços de pagamento online e móveis em conformidade com a legislação aplicável, especialmente a PSD2, bem como de aplicações móveis bancárias que permitem aceder a informações sobre contas bancárias.

Crowdfunding: na criação de plataformas de financiamento colaborativo (crowdfunding), auxiliando, designadamente, no cumprimento das respetivas exigências regulamentares, na obtenção dos necessários registos junto das autoridades competentes e da interação com o regulador (CMVM). A SÉRVULO reúne também experiência no aconselhamento a entidades que que pretendem recorrer a estas plataformas para obtenção de financiamento.

O serviço de apoio jurídico em FinTech da SÉRVULO é prestado por uma equipa multidisciplinar de advogados que reúnem uma vasta experiência em Direito Bancário e Financeiro, Mercado de Capitais, Regulação de Criptoativos, Serviços de Pagamento, KYC & AML, ESG, Crowdfunding, Direito da Proteção de Dados, Direito da Propriedade Intelectual, TMT e Cibersegurança, em particular, para prevenir e enfrentar ameaças de cibersegurança e demais riscos tecnológicos e regulatórios.

A equipa da SÉRVULO responsável pelo serviço de apoio jurídico em FinTech é coordenada por Verónica Fernández, sócia do Departamento Financeiro & Governance e integra Inês Palma Ramalho, Guilherme Ribeiro Martins, José Guilherme Gomes, Catarina Mira Lança, Andreea Babicean, Catarina Saramago e Luísa Cabral Menezes, na área de Financeiro & Governance, Miguel Gorjão-Henriques, na área de Europeu e Concorrência, Miguel Santos Almeida, na área de Contencioso, Penal e Regulatório e Maria Almeida Garrett, de IP & TMT.